Empreendedorismo

O Fundo Activo de Capital de Risco Angolano (FACRA) é um fundo público, criado ao abrigo do Decreto Presidencial nº 108/12 de 07 de Junho de 2012, apostado em investir nas Micro, Pequenas e Médias Empresas (MPME) angolanas; na sua criação; inovação; e expansão dos seus negócios em Angola.

No quadro da sua missão de oferecer às MPME uma nova plataforma de investimento e oportunidade de explorar o vasto mercado Angolano, quer expandindo negócios já existentes ou lançando novas iniciativas, o FACRA realizou no dia 22 de Janeiro de 2015, um Fórum de investimento denominado o “Dia do FACRA”.

O “Dia do FACRA” representou uma ocasião chave para o empresariado nacional fortalecer as suas capacidades de investimentos, criar e reforçar redes de parcerias confiáveis, de modo a que o apoio ao empresariado flua e cresça de forma sustentada, respondendo assim aos desafios do crescimento e diversificação da economia angolana.

Empreendedores Nacionais

Conforme as empresas vão crescendo em Angola, chegam muitas vezes a um determinado patamar e sentem-se limitadas no crescimento dos seus negócios. Muitos negócios caseiros lutam para encontrar na força de trabalho talento suficiente e a expansão pode ser problemática devido ao ambiente burocrático na cedência de crédito a nível da banca comercial no país. As empresas de dimensão média muitas vezes não conseguem obter empréstimos bancários que financiem novos escritórios ou a expansão além-fronteiras. O sector da banca está a crescer muito rapidamente mas no entanto existe uma lacuna para empresas Angolanas que estejam prontas a expandir-se. O FACRA fornece o apoio necessário aos empreendedores locais. As condições de investimento do FACRA nas empresas incluem regras de governação corporativa transparente e de gestão activa.

Empreendedores internacionais e co-investidores

Os empreendedores e os negócios internacionais podem acrescentar grande valor às MPMEs Angolanas através da criação de empreendimentos conjuntos. Parceiros estrangeiros de co-investimento trazem consigo competências, inovação, capacidades tecnológicas e recursos de gestão para desenvolver os seus produtos inovadores e serviços, em Angola. Este facto, combinado com as competências e o capital do parceiro de negócios local pode ajudar as empresas estrangeiras a fazerem crescer significativamente os seus negócios no mercado local. O FACRA age como uma plataforma de ligação entre empreendedores estrangeiros dispostos a entrarem no mercado Angolano, unindo forças com os empreendedores Nacionais e co-investidores estrangeiros.

De que forma o FACRA pode apoiar os empreendedores

O FACRA será um accionista minoritário, mas pode fornecer financiamento de capital estável, de longo prazo, para o seu negócio. O FACRA pode ajudar na expansão do seu negócio geograficamente. O critério é sempre que o seu negócio tenha alto potencial de crescimento aliado ao conhecimento do FACRA sobre o mercado Angolano que poderá ajudar as MPMEs a impulsionarem as ferramentas de negócio e a participarem activamente no desenvolvimento estratégico da sua empresa. O FACRA vai também fortalecer o rácio da conversão da dívida em capital, o que lhe permite alavancar o financiamento através de créditos comerciais com um perfil de menor risco e, portanto, menores taxas de juros.